facebook google + twitter comunidade cadastre-se    sua conta
Saúde da Próstata

ARTIGOS & CIA

 artigos
 colaboradores
 wikipédia
 busca
 cadastre-se
Associação pela Saúde da Próstata

ACESSOS

envolva-se

 

quem somos
o abc da próstata
prostatite
hiperplasia
câncer de próstata
fui diagnosticado
exames grátis
prevenção
notícias
artigos
cadastre-se
sua conta
solicitar palestra
recomendados
fale conosco

 

pacientes

 

família

 

busca
 

COLABORADORES


Licopeno: potência antioxidante que previne câncer
por Dr. Carlos Bayma

Entre os mais de 700 tipos de carotenoides (pigmentos de cor vermelha, alaranjada ou amarela, encontrados nas células de frutas e hortaliças), os três mais importantes no organismo humano são o alfa e betacaroteno e o Licopeno. Embora todos os três sejam poderosos destruidores de radicais livres, o Licopeno é uma das substâncias fitoquímicas que apresenta propriedades anticancerígenas. É duas vezes mais potente que o betacaroteno para neutralizar a ação do “oxigênio singleto”, o pior radical livre causador de câncer.

Os radicais livres constituem moléculas oxidadas de alto grau de reatividade, que pela oxidação, destoem membranas de células e o DNA (código genético da célula) e, ao fazê-lo, podem causar:

  • peroxidação do colesterol LDL (o colesterol ruim), que, quando oxidado, deposita-se nas artérias aumentando o risco de doenças cardiovasculares;
  • maior risco de desenvolvimento de câncer;
  • envelhecimento precoce;
  • deterioração das articulações e sistema nervoso.

Para combater os radicais livres no organismo, utilizam-se os agentes denominados de antioxidantes, que têm função de neutralizar o seu excesso. Entre eles estão as enzimas, vitaminas, minerais e os carotenoides, especialmente o Licopeno.

O Licopeno é o principal pigmento que dá cor ao tomate, por exemplo, e é considerado um “nutracêutico”, ou seja, um alimento com propriedades funcionais e de saúde, com ação comprovada na prevenção do câncer de próstata. Estudos realizados na Universidade de Harvard (USA) demonstraram que os homens que apresentavam grande quantidade de Licopeno na sua dieta mostraram menor risco de desenvolver câncer de próstata.

É especialmente vital para o homem, pois se concentra preferencialmente nos tecidos da próstata, fígado, rins, pulmões e glândulas adrenais, reduzindo com isto os riscos de apresentarem doenças degenerativas. Mais de 70 estudos individuais, realizados em diferentes centros de pesquisa, relatam que uma dieta com maior ingestão ou níveis elevados deste composto no sangue, reduzem os riscos de contrair diferentes tipos de câncer (próstata, cólon, mama, bexiga, pulmão, colo de útero e pele).

É também uma poderosa arma contra o envelhecimento, uma vez que impede a oxidação do colágeno, substância que dá sustentação à pele, retardando a formação de rugas. Novas e surpreendentes pesquisas sugerem que o Licopeno preserva o funcionamento mental e físico de pessoas idosas. Nenhum efeito adverso tem sido registrado com o uso de Licopeno.

Clique aqui para ver o link.



DR. CARLOS BAYMA