facebook google + twitter comunidade cadastre-se    sua conta
Saúde da Próstata

ARTIGOS & CIA

 artigos
 colaboradores
 wikipédia
 busca
 cadastre-se
Associação pela Saúde da Próstata

ACESSOS

envolva-se

 

quem somos
o abc da próstata
prostatite
hiperplasia
câncer de próstata
fui diagnosticado
exames grátis
prevenção
notícias
artigos
cadastre-se
sua conta
solicitar palestra
recomendados
fale conosco

 

pacientes

 

família

 

busca
 

COLABORADORES


Prevenção ou Detecção Precoce?
por Dr. Carlos Bayma

Medicina, muitas vezes, é tão complicada que a lógica não funciona. Sintomas considerados inespecíficos, intermitentes e de pequena monta podem ser início de doença grave. No extremo oposto, sintomas aparentemente graves, intensos e persistentes podem não significar grande coisa.

Então, como prevenir doenças graves, mutilantes e fatais? Na verdade, prevenir não é o termo, exceto em alguns casos bem determinados de causa e efeito. Por exemplo, fumar pode causar câncer de pulmão, AVC ou infarto cardíaco. Não fumar é uma prevenção. Porém, como prevenir um câncer de próstata. Exceto pela carga genética adquirida, não há outro fator que seja determinante desse câncer.

Ou seja, prevenção não é o caso no câncer de próstata. Fica mais bem adequado o termo “detecção precoce”. Detectando-o ainda em suas fases iniciais, o tumor maligno prostático apresenta uma grande chance de cura, em que pesem as consequências.

Isso também ocorre na doença cardíaca coronariana, só que nesta não só os fatores genéticos influem. Sedentarismo, alimentação gordurosa e estresse mantido são causas diretas de infarto, às vezes, fulminantes.

Portanto, em boa parte das ocasiões, é conveniente substituir o termo “prevenção” por “detecção precoce”.

Procure regularmente seu médico de confiança e anual ou semestralmente faça seus exames de rotina e aqueles mais específicos que indiquem sua tendência genética.

Essa é a dica de início de ano.

Clique aqui para ver o link.



DR. CARLOS BAYMA